A dieta baixa em hidratos de carbono

Mostramos aqui uma série de dados pouco conhecidos de uma das dietas mais populares que existem


De acuerdocon diversos estudos científicos, uma dieta baixa em carboidratos é eficazpara emagrecimento, melhorar o estado de saúde e diminuir o risco deenfermedades.


No artigo de hoje, você conhecerá quéalimentos têm menos quantidade de hidratos de carbono e quais deve evitar toda a costa. Além disso, inclui um menu muito fácil de seguir, para que vayascalentando motores.


Principiosbásicos


Um resumo muito breve com os princípios básicosde uma dieta baixa em hidratos de carbono poderia ser o seguinte:


Permitido consumir: carne, peixe, ovos,legumes, frutas, frutos secos, sementes, produtos lácteos ricos em gordura,gorduras, óleos saudáveis e até mesmo certos tubérculos e cereais singluten.


É proibido consumir: açúcar,xarope de milho de alta frutose, trigo, óleos vegetais, gorduras trans,adoçantes artificiais, produtos dietéticos e de baixo teor de gordura e alimentosaltamente processados.


Bebidasrecomendadas: água, café, chá, bebidas gaseificadas sem edulcorantesartificiales.


Quais os alimentos que incluyeuna dieta baixa em hidratos de carbono?


Tal como meunome indica, uma dieta baixa em carboidratos e com alimentos reais implicacomer produtos naturais com baixo teor em hidratos decarbono.


Os alimentos que consumas dependerão de tuestado de saúde, do exercício que você realiza e de seu peso corporal.


Mas… não se esqueça que:


Deve basear tudieta em alimentos saudáveis e, muito importante, alimentos sinprocesar.



  • FRUTAS: maçãs, amoras,bananas, laranjas, peras, morangos…

  • LEGUMES: cenoura,espinafre, brócolos, couve-flor…

  • Nozes E SEMENTES:nozes, amêndoas, sementes de girassol…

  • CARNE: vitela,cordeiro, porco, frango… A carne proveniente de animais criados à base de pastoses a melhor opção.

  • PEIXE: salmão, truta, bacalhau… Elpescado selvagem é melhor opção do que os psicifactorías.

  • LÁCTEOS ricos EM GORDURA: queijo, manteiga, nata montada,iogurte.

  • OVOS: ovos (de novo, de galinhas de capoeira, node fazendas) ou enriquecidos com ômega 3.

  • GORDURAS E ÓLEOS:óleo de oliva e óleo de fígado de bacalhau.

Siestás saudável, você é uma pessoa ativa e não precisa de perder peso, puedespermitirte comer mais carboidratos de vez em quando:



  • TUBÉRCULOS: batata, batata doce…

  • CEREAIS SINGLUTEN: arroz integral, aveia, quinua…

  • LEGUMES: alubiaspintas, lentilhas…

Com moderação, também puedesconsumir:



  • VINHO: escolha vinhos secos sem azúcaresañadidos nem hidratos de carbono.

  • CHOCOLATE PRETO: escolha marcasecológicas com 70% de cacau ou mais.

O chocolatenegro é rico em antioxidante e proporciona benefícios saudáveis se o comescon moderação.


Menu baixo em carboidratos, para unasemana


Abaixo, te proponho um exemplo simples de menu baixo em carbohidratospara uma semana.


Este menu fornece menosde 50 gramas de carboidratos por dia, mas se você desfruta de um bom estadode saúde e você é uma pessoa ativa, você pode aumentar a quantidade.


SEGUNDA-feira


Café da manhã:


Omelete deverduras preparada com azeite de oliva.


Comida:


Iogurte com arándanosy um punhado de amêndoas.


Jantar:


Hambúrguer com queijo(sem pão), servida com legumes e molho de doces.


TERÇA-feira


Café da manhã:


Ovos conbacon.


Comida:


Hambúrguer e legumes que sobejaram da nocheanterior.


Jantar:


Salmão com manteiga e legumes.


QUARTA-feira


Café da manhã:


Ovos converduras, preparados com azeite de oliva.


Comida:


Salada de gambascon azeite de oliva.


Jantar:


Frango assado com legumes.Salmão com legumes.


QUINTA-feira


Café da manhã:


Omelete deverduras preparada com azeite de oliva.


Comida:


Batido de leite decoco, frutos vermelhos, amêndoas e proteína em pó.


Jantar:


Filé de frango converduras.


SEXTA-feira


Café da manhã:


Ovos conbacon.


Comida:


Salada de frango com azeite de oliva.


Jantar:


Costeletas de porco converduras.


Segunda-feira


Café da manhã:


Omelete deverduras.


Comida:


Iogurte com frutas vermelhas, coco ralado e um punhado denueces.


Jantar:


Almôndegas com legumes.


DOMINGO


Café da manhã:


Ovos com bacon.


Comida:


Batido de leite decoco, um pouco de chantili, proteína em pó com sabor a chocolate e frutosrojos.


Jantar:


Asas de frango assadas no forno com espinafre cruas em salada.


Não há motivos de saúde em uma pessoa saudável para fazer másde 3 refeições por dia.


Mas se você tem hambreentre uma refeição e outra, você pode recorrer a esses lanches:



  • Uma peça de fruta.

  • Iogurte inteiro.

  • Um punhado de frutos secos.

  • Um ou dois huevosduros.

  • Cenouras.

  • Sobras da cenaanterior.

  • Um pouco de queijo e carne.

 


Caso você não goste de fazer dietas, ou sente dificuldade, confira como o Phyto Power Caps  pode lhe ajudar em sua dieta de emagrecimento,

5 menus que você pode fazer por menos de 10 reais

Económicos e muito nutritivos. Desmontar o mito de “comer de forma saudável custa muito”.

Acreditar que a alimentação saudável é mais caro é algo generalizado, segundo o Conselho Europeu de Informação Alimentar (EUFIC).


E realmente, tal como confirma um estudo publicado na PLoS ONE, os alimentos saudáveis tendem a ser mais caros. Mas isso não significa que não se possa comer bem por pouco dinheiro. Porque recorrer à comida rápida (e barata) ou os pré-cozinhados (“prontos” para comer) é uma tendência que não é saudável… nem tão econômica.


SEI mais organizada


Um fator-chave para comer bem com um orçamento apertado é se organizar e planejar o menu.



  • Convém pensar que conforta a cada dia. Aposta de pratos nutritivos e econômicos, como, por exemplo, ensopados, potajes ou estofados, à base de legumes e verduras da estação.


  • Tenha sempre em conta a sua despensa. Aproveitando os alimentos que já tem em casa, evitar comprar mais. Neste sentido, é fundamental manter a ordem na despensa, frigorífico e congelador.

  • Faça uma lista com apenas o que você precisa. Irá ajudá-lo a evitar a compra “impulsivo” de alimentos dispensável, os “extras”, que normalmente faz aumentar muito a factura final.

  • Projetado com antecedência os menus. Não levará muito tempo (bastam 30 minutos) e, no entanto, você pode fornecer economizar tempo e dinheiro, aproveitar melhor os alimentos e seguir uma dieta saudável sem sair do orçamento.

Dicas para comprar pelo melhor preço


Substituir algum ingrediente do cardápio semanal por outro similar que esteja melhor preço é um deles (por exemplo, acelga por espinafre). Tenha também em atenção o seguinte:



  • Melhor a granel. Olhe para este dado: um frango inteiro (deshuésalo em casa e congela o que não vai usar) ele sai a metade do preço que uma bandeja de peito. Aplica este conselho também aos peixes.


  • Sempre de temporada. Estão no seu momento óptimo de maturação, e por isso são os mais frescos, saborosos e nutritivos… E também os mais baratos! Note que sejam produtos de proximidade.

A sua maneira de cozinhar também importa



  • Faça isso com antecedência. Dedicar um dia para preparar os menus da semana, você pode economizar tempo e dinheiro. Isso sim, é fundamental mantê-los corretamente: distribui a comida em porções individuais, em recipientes herméticos, e coloque-os no frigorífico ou congelador.

  • Ajuste as porções. Cozinhar sem controlar as quantidades, pode levar-te a jogar comida (e, talvez, a sair também do orçamento).

Evite alimentos processados


São mais caros: por isso, recomendamos que não abuses deles.



  • Nos poupam tempo, sim, mas também são mais caros. Se você quer gastar o mínimo não te convém que pré-cozinhados e congelados fazem parte de sua cesta habitual.

Coisas que (quase) ninguém tem em conta



  • Ofertas ao final do dia. Quando se aproxima a hora de fechar todos os estabelecimentos comerciais diminuem os preços dos produtos perecíveis. Vá comprar a essas horas.

  • O gancho do super. Os artigos que se encontram à altura da vista são sempre mais caros. Os supermercados sabem que o comprador terá por impulso e os colocam lá estrategicamente. Veja os que estão mais para cima ou mais para baixo, porque certamente são mais baratos.

  • As ervas frescas custam uma pequena fortuna. Qual a solução? Use uma colher de chá da planta fresca… e duas colheres de sopa da planta seca (que não sejam coentro, salsa ou cebolinha, porque perdem o aroma). Economiza sem que o prato perca o sabor.

  • Ralla tu o queijo. Compra um taco e ralla em casa o que você precisa. O resto se conservará por mais tempo.

5 chaves para perder peso sem colocar em risco a sua saúde

Quando nos pegue a ânsia por perder um pouco de peso de forma rápida (o fato de banho chama à nossa porta), nós podemos cair na tentação de querer fazer rápido…e mal. A maioria das “dietas milagre” prometem resultados encorajadores , mas não nos contam como afecta o nosso corpo estabelecer certos hábitos que nem sempre são saudáveis (não funcionam).


As dietas que proíbem algum alimento, que são muito restritivas (menos de 1500 kcal), que se baseiam em um único alimento ou grupo de alimentos, e muitas outras neste estilo, colocam em risco a sua saúde e não conseguem equilibrar o seu peso. Mais do que “incluir um logotipo da sua dieta” você deve adotar alguns hábitos saudáveis, uma forma correta de alimentarte, que não dure algumas semanas ou meses: deve ser uma mudança de agora em diante.


Você pode começar por algumas diretrizes básicas, mas muito eficazes:


1. Come mais vezes


Distribuída a refeição do dia em cinco ou seis disparos regulares (3 refeições principais e 2 lanches, um a meio da manhã e outro a meio da tarde) e entre cada refeição, não deixe passar mais de 2-3 horas. Manter estáveis os níveis de glicose no sangue e evitar quedas.


Quando isso acontece (hipoglicemia), o organismo que lhe falta energia e tem a sensação de não estar bem alimentado. Em consequência, aumenta o apetite com o objetivo de obter glicose de imediato. A forma de evitar isso é comer mais vezes.


Um conselho, para não excederte com as calorias, prepara porções mais pequenas e, acima de tudo, mastiga muito bem (quanto mais vezes melhor). Irá ajudá-lo a sentir-se aquele que acredita ser carente.


Relacionado com este artigo


EMAGRECER


2. Não se salte o pequeno-almoço


Pular uma refeição não é magro. Ao contrário, pode fazer com que você ganhar peso. Primeiro, porque certamente hás de comer mais na próxima refeição. E, segundo, porque o seu corpo, para lhe dar menos alimento, se torna poupança e queima menos.


O ideal é, claro, evitar a pastelaria industrial e as gorduras. O pequeno-almoço mais indicado deve incluir um leite com sabor, uma peça de fruta fresca e cereais integrais.


3. Tente beber água


É essencial para eliminar as toxinas do organismo, mas, além disso, ajuda a controlar o peso, graças ao seu efeito saciante. Com efeito, beber um copo de água antes das refeições produz sensação de saciedade, com o que você come menos. O mesmo acontece se você tomar um copo entre as refeições para controlar a fome.


Relacionado com este artigo


O Descúbrelos!


Mas tenha claro que a água não engorda, a tomar quando a assumir: a forma em que te ajuda é “enganando” o seu estômago e seu cérebro com a sensação de plenitude.


4. INCLUI OS IMPRESCINDÍVEIS


Para sentir-se aquele que acredita ser carente, além de comer 5 vezes ao dia é essencial que você inclua em sua dieta vegetais a cada dia (pelo menos três porções de frutas e dois vegetais diárias), de preferência frescos. Além de vitaminas e minerais, as fibras e a água dão-lhe ajudarão a sentir-se cheio por muito poucas calorias e a regular o trânsito intestinal.


5. POTÊNCIA O SABOR


Uma dieta deve ser equilibrada e leve, mas também apetitosa e saborosa pois, caso contrário torna-se um verdadeiro suplício. Para obtê-lo, sem adicionar calorias, as especiarias e as ervas aromáticas são suas aliadas.


Relacionado com este artigo


Dieta


Também o alho e o limão, tem um sabor intenso. Com pouca quantidade aromatizarás seus pratos.


O que você excluir de sua dieta por erro


Às vezes, com a intenção de não engordar, são excluídos da dieta alimentos ou nutrientes que na realidade não deveriam desaparecer. Toma nota de tudo o que não deverá deixar de tomar:



  • Cereais. São a principal fonte de energia e não deve prescindir deles, porque desequilibrarías sua dieta. São recomendadas cinco porções divididas ao longo do dia, de preferência integrais. Então, não deixe de levar pão, macarrão ou arroz.

  • Legumes. É um erro deixar de lado, já que são essenciais em uma dieta equilibrada. Isso sim, em vez de prepará-las em pratos mais consistentes, fazê-lo de forma mais clara e fácil: em saladas, refogados com legumes, em forma de purê…

  • Proteínas. Sua dieta também deve incluir uma porção de um alimento protéico em cada uma das refeições principais. Você pode escolher entre pratos de peixe, marisco, ovos e carnes (frango, peru, coelho…) e prepáralas sempre de forma simples, como a grelha, no forno ou na grelha.

  • Lácteos. Para manter os ossos em forma, você deve tomar duas porções diárias de laticínios, melhor, se são desnatados. Se você é intolerante à lactose, procure opções livres deste açúcar.

Como evitar comer com ansiedade por tristeza, depressão ou fadiga

Muitas vezes comemos por razões que pouco tem que ver com a fome. A saber, tédio, tristeza, solidão … ansiedade. Quando comemos dominados pelas jogo…

Muitas vezes comemos por razões que pouco tem que ver com a fome. A saber, tédio, tristeza, solidão … ansiedade. Quando comemos dominados pelas emoções quase sempre nos damos compulsão que, na verdade, estão provocado pelo cortisol ,o hormônio do estresse, que atire o apetite de alimentos ricos em gorduras e açúcares. É o que nos pede o corpo, quando estamos ansiosos.

Para evitar que isso aconteça você tem que ficar algumas armadilhas no caminho do pouco saudáveis, vale mesmo autoengañarse e buscar a recompensa em algum lugar longe da geladeira.

1. Limpa a geladeira de comida “perigosa”

Não é cenoura e brócolis, o que vamos comer, se estamos ansiosos. O normal é que desistir de algo doce, gorduroso, com muitas calorias. Mas se previamente se tenha o cuidado de limpar a sua geladeira de tentações poderá ultrapassar o momento do perigo de pouco saudáveis. Você terá que resolver um iogurte, um ovo cozido ou alguma fruta. Qualquer coisa menos uma bolacha oreo. (25 lanches saudáveis na hora do lanche saudável entre as refeições)

2. Comer em intervalos regulares

Quanto mais tempo tiver passado sem comer mais comerás. Esta máxima é quase universal, esteja ou não ansioso. O melhor é evitar que passem muitas horas entre as refeições para que não se os vírgulas tudo de uma só tacada. A idéia é estar satisfeito e não ver a comida como uma recompensa. (8 dicas sobre seus horários de alimentos que ajudam a emagrecer)

3. Presta atenção enquanto come

Isto ajudará a reduzir a carga emocional com que se relacionar com a comida. Além disso, irá ajudá-lo a mastigar mais devagar. Recomenda-Se deixar o garfo sobre a mesa a cada dois bocados para diminuir a velocidade a que costuma devorar a comida. (O efeito ‘crunch’, o último para emagrecer)

4. Cria um ambiente “seguro” para comer

Isso significa não comer em frente à tv ou ao computador . Também não coloque uma fonte cheia na mesa. Sirva-se do que você vai comer no teu prato e guarde o restante na geladeira, assim você evitará a tentação de repetir. (7 truques para comer menos sem passar fome)

5. Altera a localização da fome

Se você está nervoso, não faça sempre o que permite fazer nesses casos, evita passar por seu restaurante favorito de comida lixo e pedir um hambúrguer para jantar em casa. Às vezes funciona mudar de atividade ou tirar a passear o cão. A volta já não te lembrarás que se você fosse dar um tributo em frente à geladeira. (Truques para não engordar quando você come fora).

Outras notícias sobre ansiedade e comida

– Nove truques para acalmar a fome e a ansiedade.

– Como controlar a ansiedade de comer entendendo suas emoções.

– Famosas com depressão e ansiedade: o divã das estrelas.

– Você sofre de ansiedade? Estes alimentos podem ajudá-lo.

Como eliminar as estrias (ou pelo menos melhorá-las)

As estrias não só aparecem na gravidez, também quando mudamos de peso de forma brusca. Se você está fazendo dieta e no modo de operação biquíni, é o momento de…

As estrias são essas marcas que aparecem na pele e nos incomodam, principalmente, quando se aproxima o tempo de tirar as roupas. Ao lado da celulite é um dos problemas estéticos que mais preocupam as mulheres, já que poucas são travadas de ter estrias em algum momento.

Se você estiver em plena operação biquíni é um bom momento para preveni-las. Também se está grávida, outro dos momentos críticos. Além disso, as estrias podem surgir na adolescência, por problemas hormonais. Os locais mais comuns são as coxas, as nádegas, os braços, o peito ou no abdómen.

Por que aparecem as estrias?

O fator genético é fundamental, e contra ele, pouco podemos fazer. Além disso, as estrias aparecem quando há um estiramento rápido da pele, por isso são muito frequentes durante a gravidez. Ao esticar a pele, quebram as fibras colágenas e elásticas, e ocorrem estas marcas irregulares.

No começo as estrias são vermelhas ou rosas, nesse momento, é quando você tem que agir. Os cremes anti-estria são fundamentais para prevenir e também para tratá-las e mitigarlas.

Com o tempo, as estrias ficam brancas. Essas são mais difíceis de remover apenas com cremes. Os tratamentos estéticos são a melhor arma para eliminá-los.

Como Se podem prevenir as estrias?

Contra a genética é difícil lutar, se você tem predisposição a desenvolvê-las é difícil evitá-las. Mas se a sua pele estiver bem hidratada, tanto por dentro (bebendo água), como por fora (com cremes hidratantes), será mais complicado do que apareçam.

Assim, nosso conselho é que, tanto durante a gravidez, como se você está fazendo dieta e exercício porque você quer perder peso, você hidrates constantemente. Além disso, deve ter em conta que as estrias podem aparecer também pela ingestão de determinados medicamentos como a cortisona, e com algumas doenças, como a síndrome de Cushing.

Tratamentos estéticos para eliminar as estrias

Na clínica da doutora Ana María Téllez aposta o laser CO2 fracionado, perfeito para eliminar as estrias em poucas sessões. Trata-Se de um laser que dispara calor, necrosa as camadas da pele e consegue que surjam camadas de pele nova. Desta forma, se leva por diante as estrias. O número de sessões (2 a 5) depende da amplitude da área a tratar, e a profundidade das estrias, mas o efeito é visível desde a primeira sessão.

O centro de estética Sass Aesthetic oferece o tratamento Biodermogenisi que é efectuado mediante o dispositivo BI-One2. Este ativa a bomba de sódio e potássio nas membranas celulares e estimula uma vascularização mais ideal do tecido, o que melhora, aumenta a produção de colágeno tipo III e elastina. Tudo isso favorece a reestruturação cutânea, contribuindo para as células os nutrientes necessários para a sua recuperação e expelindo as toxinas que atrofian o tecido. O resultado é que as áreas estriadas são preenchidos gradativamente até obter uma pele mais uniforme. Recomenda-Se um mínimo de oito sessões.

A partir de março Centros Único dispõem do tratamento médico, estético Endopeeling PRX, que além de ser um anti-aging, graças ao efeito peeling superficial de células mortas, está indicado para tratar as estrias. É um tratamento sem agulhas, indolor e não provoca ardor ao contrário de outros tipos de peelings. O número de sessões depende da área a tratar.

De certeza que também se interessa…

– Como combater a flacidez corporal

– Os melhores anti-celulíticos contra a pele de laranja

– 5 tratamentos estéticos para fazer antes do verão